Sair do Facebook pode deixar pessoas mais felizes, aponta estudo

facebook 230216 capa

facebook 230216 face

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, falou sobre implantação do botão ‘não curti’ em evento da empresa – imagens foram inseridas sobre a foto 

 

 

As pessoas que deixaram de usar o Facebook durante uma semana se sentiram mais felizes que as que continuaram conectadas, segundo um estudo dinamarquês, que culpa a rede social por males como falta de concentração ou uma vida social pouco ativa.

 

“Escolhemos o Facebook, já que é a rede social mais utilizada por pessoas de todas as idades”, explicou Meik Wiking, diretor do Instituto de Pesquisas sobre a Felicidade, que realizou o estudo com 1.095 pessoas na Dinamarca.

 

O grupo foi dividido em dois: metade continuou usando o Facebook, enquanto o outro parou. Após uma semana, as pessoas que deixaram de usar o Facebook afirmaram estar mais satisfeitas com suas vidas.

 

LEIA TAMBÉM  Academia Nayure de Judô traz 5 campeões para Garuva na 2º etapa da Liga Catarinense de Judô...

No total, 88% delas disseram se sentir felizes, contra 81% no outro grupo, e 84% destacaram apreciar mais sua vida (contra 75% do grupo que continuou na plataforma). Apenas 12% afirmaram estar insatisfeitas, contra índice de 20% entre as pessoas conectadas à rede social.

 

Ao terminar a experiência, os membros do grupo que deixou de lado o Facebook afirmaram que passaram a ter uma vida social mais ativa e menos dificuldade em concentrar-se, enquanto que os outros continuavam tendo estas dificuldades.

 

“Invés de nos concentrarmos no que precisamos, temos infelizmente o costume de nos concentrar nas coisas dos outros”, afirmam os autores do estudo. O Facebook conta com 1,5 bilhão de usuários ativos em todo o mundo. Mais de 1 bilhão se conecta à rede social todos os dias.

 

LEIA TAMBÉM  PM de Garuva, prende duas vezes a mesma pessoa num período de cinco dias

 

Fonte: g1.globo.com

Foto: Reprodução/Stream/Facebook

 

{fcomment}

 

 

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here