Sábado teremos o Plebisul, uma votação que ainda divide opiniões

 

Sábado acontecerá em cerca de 700 municípios o Plebisul, nossa equipe recebeu o Sr. Heinrich Hosang, um dos coordenadores da comissão garuvense que representa a Associação o Sul é Meu País, na cidade de Garuva.

 

Indagamos ao Sr. Heinrich, porque o tema é tão controverso. Ele nos respondeu, que este movimento, criado a partir de 1992, vem crescendo muito, mas ainda é confundido com outras iniciativas de separação mais radicais, que não reflete a realidade de outrora.

 

Segundo o coordenador, este evento marcado para o Sábado dia 01/10 não pode ser denominado plebiscito, porque para isto a iniciativa teria que partir do governo, e não é o caso, mas também não é inconstitucional, pois a votação é uma pesquisa de opinião sobre a realização de um possível pebliscito, que segundo os organizadores, um dia acontecerá.

 

Heinrich nos relatou que a proposta ainda é confundida como uma possível guerra civil, se caso não receber a devida atenção do governo, e isso não é verdade, pois há caminhos e medidas constitucionais para mostrar ao governo nacional, de que o povo do Sul, não aceita este modelo de gestão arcaica, onde os governantes se isolam em Brasília e possuem privilégios, como auxílio moradia, auxílio doenças, transportes, aposentadorias especiais, salários astronômicos, e muitas outras regalias, enquanto o resto da população não tem uma saúde adequada, segurança eficiente, uma previdência eficaz e muito mais.

 

LEIA TAMBÉM  Assalto termina em troca de tiros e morte

Nosso entrevistado disse também que a intenção não é isolar o Sul dos demais territórios brasileiros, até porque segundo ele, quem se isolou e vive uma realidade diferente do povo é Brasília, capital administrativa do nosso país. Disse ainda que movimentos como o Plebisul, tem sido implantados em outras regiões do país, pois o descontentamento com a má distribuição de renda e corrupção, está prejudicando toda uma nação.

 

O movimento propõe mudanças no sistema e a implantação do federalismo, como acontece no Estados Unidos, onde cada estado possui autonomia. Se este modelo não for viável, aí sim o desejo de transformar o Sul em um novo país, entrará em pauta. Muitas controvérsias se criou no tema em virtude de alguns conceitos equivocados como por exemplo a expressão de que o Sul sustenta o Nordeste, e isso não é verdade, pois o que nos preocupa é que as oligarquias instaladas no Nordeste, assim como nas demais regiões tenha uma vida de privilégios, enquanto a maioria da população passa por necessidades básicas, descumprindo a constituição que alega que todos somos iguais, enfatizou nosso entrevistado.

 

A comissão organizadora de Garuva espera a particpação de pouco mais de 5% dos eleitores, e para isso instalou as urnas em quatro locais, onde há maior circulação de pessoas. A votação inicia-se às 08h00min e terminará às 17h00min, contudo a urna instalada próxima ao Semáforo de Garuva, ficará disponível até às 20h00min para atender toda a comunidade, inclusive as pessoas que por motivoss religiosos guardam o sábado.

 

LEIA TAMBÉM  Garuvense de 100 anos de idade recebe Moção de Aplauso

Todos os mil pontos de votação, farão a contagem dos votos ao término das votações e os resultados serão disponibilizados no site da entidade disponível no link  www.plebisul.org, ou seja no mesmo dia a população sulista saberá se é viável ou não, dar encaminhamento legal para dar início ao processo de pebliscito.

 

Saiba quais serão os quatro locais de votação.

 

Urna 01 – Av Celso Ramos nº1087, esquina com a Av.Paraná . Ao lado das lojas Koerich e semáforo.

 

Urna 02 – Rua Padre José Novack, nº 1153, esquina com Rua Carijós. Defronte a Panificadora da Vila, próximo ao Ginásio Evandro Nagel.

 

Urna 03 –  Av. Paraná nº50, pátio do Auto Posto e Restaurante Theodoro, próximo a Rodoviária. 

 

Urna 04 – BR 101, Km 10. Pátio do Auto Posto Km 10 e Restaurante Paradouro 10.

 

[fbcomments]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here