POEMA: “Semântica” – sons e palavras –

 

“Semântica”
– sons e palavras –

Semântica


Osso batendo ecoa. Ouço
Voz dentro de vós… Voa.
Nadar no poço, eu posso, moço?

Nesse jogo eu jogo,
Quanto aos passos, passo.
No fogo eu folgo.

Maçãs ao meio eu parto,
Metades sóbrias.
Muitas sobras eu julgo,
Maior meu jugo,
Mas de toda inteireza me farto.

Não me atrevo no trevo,
Mas na lida da vida!
Só levo o que me devo.
O resto me resta ainda.

Sem sombra, sem vão.
Nada me assombra,
Exceto viver em vão.

Mas em vão não se vive só,
Se canta o tom em dó,
E se ama, no amor, um nó.

Nó que não prende,
Mas tira o ar… Ah!
Enreda-nos, sim,
No belo enredo de amar.

 

(Heloise Lemos)

LEIA TAMBÉM  Encontrado morto homem que tentou apagar tocha olímpica em Joinville

{fcomment}

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here