Candidato pode ser cassado por doar combustível

 

 

Conforme orientação da Justiça Eleitoral, os policiais Militares estão atentos aos possíveis crimes eleitorais como compra de votos pela distribuição de vale combustível.

 

No final da tarde de ontem (23/09) uma guarnição da Polícia Militar deslocou até um posto de Gasolina localizado na Avenida André Rodrigues de Freitas, no bairro de Itapema do Norte, em Itapoá, onde constatou que estaria ocorrendo a venda de combustível através de um Tiket de 10 litros. A Polícia recolheu os referidos tikets que haviam sido abastecido naquele dia, e orientou os proprietários a não cometerem mais tal ação. 

 

A ação delituosa foi constatada quando o veículo Ford Fiesta, estava sendo abastecido, e o frentista ao perceber a presença da Polícia, ficou visivelmente nervoso. Os policiais foram até a bomba e viram que o referido veículo foi abastecido com 15 litros de gasolina.

 

LEIA TAMBÉM  Outubro Solidário, você é quem faz a solidariedade! Conheça a campanha...

O proprietário do veículo se identificou declarando-se eleitor de um candidato a reeleição, e ganhou o combustível para levar sua vizinha no hospital em Joinville. Ao ser indagado quem teria pago o combustível, o mesmo declarou que foi a esposa do referido candidato, que acabara de sair do posto, ao perceber a chegada da viatura policial.

 

O fato foi registrado pelos policiais, que levará o caso até o TRE, podendo culminar na cassação da candidatura do autor do crime. Os candidatos estão orientados que isto é crime eleitoral. Por isso, candidatos fiquem atentos, todos estão de olho e o próximo pode ser você.

 

 

 

{fcomment}

 

 

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here