ARTIGO – Basta um Empurrãozinho

artigo 1104

 

 

Lembro-me do tempo de escola, das brincadeiras do recreio. Empurrava e era empurrado. Às vezes, pura diversão. O toque fazia parte do jogo. Às vezes, entretanto, pura maldade. Há aquele que passa a tranca para ver o outro cair. Há aquele que puxa a cadeira no que o colega vai sentar. Há aquele que briga, bate e empurra com raiva. Somos humanos… Somos malvados… Precisamos aprender “mansidão” e “domínio próprio” com o Mestre. Todavia, existem momentos na vida onde também precisamos receber empurrões. Noutros, precisamos empurrar os amigos, para o próprio bem deles.

 

Por exemplo, pensando “formação”… Lembro-me de algumas oportunidades onde disse para mim mesmo: Que bom que você chegou aonde chegou! Teve oportunidade, aproveitou, estudou… Está formado. Autoestima e reconhecimento. Todavia, sempre de novo, Deus mandou alguém desafiando, mostrando novas oportunidades para aprender, para crescer. São empurrões “divinos” em nossa caminhada. Lembre-se: Você nunca está pronto! Quem está te cutucando? Quem você pode provocar? Faça, mas com “amor”. Leia Isaías 64.8.

 

LEIA TAMBÉM  Policiais Militares de Itapoá, atendem ocorrência com recém nascido engasgado e reanimam a criança

Por: Euclécio Schieck

 

{fcomment} 

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here