ARTIGO – Basta um Empurrãozinho

artigo 1104

 

 

Lembro-me do tempo de escola, das brincadeiras do recreio. Empurrava e era empurrado. Às vezes, pura diversão. O toque fazia parte do jogo. Às vezes, entretanto, pura maldade. Há aquele que passa a tranca para ver o outro cair. Há aquele que puxa a cadeira no que o colega vai sentar. Há aquele que briga, bate e empurra com raiva. Somos humanos… Somos malvados… Precisamos aprender “mansidão” e “domínio próprio” com o Mestre. Todavia, existem momentos na vida onde também precisamos receber empurrões. Noutros, precisamos empurrar os amigos, para o próprio bem deles.

 

Por exemplo, pensando “formação”… Lembro-me de algumas oportunidades onde disse para mim mesmo: Que bom que você chegou aonde chegou! Teve oportunidade, aproveitou, estudou… Está formado. Autoestima e reconhecimento. Todavia, sempre de novo, Deus mandou alguém desafiando, mostrando novas oportunidades para aprender, para crescer. São empurrões “divinos” em nossa caminhada. Lembre-se: Você nunca está pronto! Quem está te cutucando? Quem você pode provocar? Faça, mas com “amor”. Leia Isaías 64.8.

 

LEIA TAMBÉM  Caminhão carregado com ferros tomba na BR-101 em Garuva

Por: Euclécio Schieck

 

{fcomment} 

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here