ARTIGO: A Velocidade das Notícias ruins

a velocidade das noticias ruins

 

Prezado amigos e leitores, alguém já parou pra imaginar a quantidade de provérbios que existem no mundo? Muitos provérbios surgem através da própria experiência cotidiana. São criados por pessoas comuns, mas precisam de muito tempo para que cheguem ao nível e atinjam o status de provérbio popular. Um destes, de conhecimento de todos, diz que “notícia ruim corre depressa”, um provérbio que existe há pelo menos três séculos e, segundo o “Dicionário de Provérbios” (Ed. Unesp), tem origem francesa. Claro que não dá para saber se, ao longo desses trezentos anos, os infortúnios aumentaram ou diminuíram. Mas o certo é que hoje as notícias chegam com uma velocidade enorme, assustadora.

 

Realmente muito verdadeiro: notícia boa corre, notícia ruim voa. E a notícia ruim não só chega antes da boa, como geralmente também gera um impacto muito maior quando divulgada. Muitas pessoas e alguns programas e sites de informação vivem exclusivamente da desgraça alheia. Tem gente que liga a TV bem cedo já em busca desse tipo de noticiário. Gente que só gosta de programas de violência. Existe uma corrente que atrai as pessoas para coisas negativas, como se fosse uma sombra interior. Talvez não tenha uma estatística, mas arrisco dizer que se algum canal veicular apenas notícias boas, teria uma queda bastante expressiva em sua audiência.

 

LEIA TAMBÉM  Outubro Solidário, você é quem faz a solidariedade! Conheça a campanha...

Se você ajudar uma pessoa com algum tipo limitação na rua, se você for honesto ao devolver algo que não lhe pertence, se você for simpático e atencioso com todos, ainda assim ninguém irá perceber ou lhe dar os parabéns por essas atitudes. É sua obrigação fazer o bem, você precisa seguir o manual de boas condutas o tempo todo. Se você tiver um comportamento exemplar diante de sua família, amigos e da sociedade, se não se envolver em escândalos e polêmicas, certamente sua vida passará sem grandes observações, seu mundo será apenas o seu mundo e pronto. E ainda vão dizer que você é uma pessoa que não faz nada, só trabalha e volta pra casa, quase de forma invisível. Mas experimente fazer comentários preconceituosos, seja mau caráter, faça a opção por atitudes de agressividade, rancor, violência, e logo sua vida estará diante dos holofotes e dos noticiários de ponto de esquina. Seu nome logo estará no lixo, sem nenhum valor ou consideração.

 

LEIA TAMBÉM  Academia Nayure de Judô traz 5 campeões para Garuva na 2º etapa da Liga Catarinense de Judô...

Pra fechar esse artigo, considero que muitas notícias negativas, como as de grandes tragédias, são necessárias sim, e até podem entrar na lista de interesse nacional. Vejo algum sentido em sua veiculação porque geram experiência e mudança na sociedade nos ensinando em busca de melhorias na segurança de um modo geral. Mas, outras, eu acredito que não são necessárias, servem apenas para alimentar a corrente negativa mesmo. Muitas notícias interessam apenas aos familiares e amigos das pessoas envolvidas, são as consideradas tragédias pessoais.

 

No restante é isso aí: faça o bem e viva sua vida com dignidade e respeito. Não se esquecendo do provérbio do início desse artigo que diz que notícia ruim corre depressa.  Então, deixe sua vida correr de leve, calmamente. Grande abraço a todos!

 

Por Edigar Miranda

{fcomment}

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here